Fluminense × na web de torcedores da Fluminense.
Fluminense
A rede social de torcedores do
Fluminense

O resumo que vem de Campinas

Sonia Por Sonia

em 12-08-2017 às 16:52

O resumo que vem de Campinas
O resumo que vem de Campinas

O arrastado 0x0 de ontem tem uma força enorme, absurda. Resume com maestria o que foi o primeiro turno do Fluminense.

 

Temos um time de garotos, esfacelado por infindáveis contusões e sobre o qual pairou durante as 19 rodadas a iminente saída de seus principais jogadores. Ainda assim, um time valente, liderado por um monstro sagrado no banco de reservas. Um Abel eternizado pela incrível postura de ética e comprometimento com a qual nos brinda com suas atitudes.

 

Mas times valentes nem sempre são vencedores. E líderes fantásticos nem sempre acertam em tudo.

 

Esse Fluminense se recusa a perder. É bacana, mas está muito longe do time que se só se contenta com a vitória.

 

Talvez por isso, certamente um pouco por isso, tantos empates na metade do campeonato.

 

O jogo de ontem resume tantos outros. Dava para ir além, dava para buscar os três pontos.

 

Mas para quem luta para não perder...

 

Abel optou por centralizar e adiantar o Wendel. Lembro de apenas duas jogadas dele nas proximidades da área da Ponte. Scarpa, aberto numa lateral, tem feito apenas uma jogada, a virada de jogo quase nunca aguda. No outro lado, um W. Silva que poderia ir para o drible muito mais do que tem ido na minha opinião.

 

Wellington está em ótima fase, mas não é um jogador cerebral. Deve ser incentivado para partir para dentro. Ontem teve algumas situações claras de mano a mano nas quais resolveu recomeçar o jogo.

 

Vai pra dentro!

 

Três zagueiros – um diante da zaga -, dois laterais pouco agudos (Marlon é mais técnico mas menos incisivo que o Léo), um volante fazendo as vezes de meia.

 

E o que fez o Abel? Usou suas três substituições para trocar todos os atacantes. Peu é pior que o Dourado, M. Alessandro é pior que o W. Silva e o Marco Jr é pior que o Scarpa.

 

Pode dar certo? Claro. Futebol tudo pode. Mas convenhamos...

 

O Robert entrou em cinco minutos no jogo anterior. Mostrou estar bem. Movimentou com vontade. Abel inclusive o elogiou.

 

Por que não usou por vinte minutos ontem? Mudaria a estrutura.

 

Mas Abel mudou apenas as peças.

 

Porque tem um time que se recusa a perder.

 

E, graças a Deus, não perdeu.

 

É bom? É ruim? Muito? Pouco?

 

Depende da régua com a qual medimos o Fluminense num campeonato brasileiro.

 

Na minha, é bem pouco.

 

Mas tem gente – muita – que está feliz com o nono lugar.

 

Viva a diversidade de opiniões.

 

Viva o Fluminense!

 

Que a chave vire no segundo turno e que tenhamos a mesma vontade, o mesmo empenho, com outro foco:

 

VENCER.

 

 

Abraços tricolores

Sua comunidade,
no seu celular
1 VOTOS

Obrigado/a por colaborar conosco. Comprovaremos a notícia denunciada e atuaremos em conseqüência.

Novos comentários

Deseja participar desta seção?

- Se você já está registrado, entre.

Se ainda não está registrado em soumaisflu.com.br: